Você já reparou que os consumidores estão se relacionando com as marcas por vínculos cada vez mais afetivos?

E, apesar de parecer algo natural, comum para marcas mais descoladas,  acredite: essa relação pode ser construída de forma estratégica. Para isso, é fundamental saber como criar uma brand persona.

A brand persona – personificação dos valores da marca – é fundamental para que a empresa possa estruturar sua estratégia de relacionamento com o público. A partir dessa construção é possível definir o tom de comunicação com clientes, as posturas da marca frente à diferentes situações, suas crenças e valores.

Gaste 2 minutos analisando as interações nos perfis da Netflix nas redes sociais e você entenderá exatamente o que estamos dizendo.

Muito mais do que ver posts com os lançamentos do mês, os seguidores da Netflix querem se relacionar com a marca porque se identificam com ela! Se a Netflix fosse uma pessoa, ela com certeza seria a “mais popular da escola”, aquela com a capacidade de se relacionar e ser amada por diferentes tribos.

Esse laço é criado quando as pessoas identificam objetivos, ideias, estilos e sentimentos semelhantes aos seus nas marcas. Por isso, é importante que toda empresa tenha clara a sua identidade, valores e propósitos e, acima de tudo, saiba expressar isso em sua estratégia de comunicação de um jeito fluido.

Mas, como uma marca pode expressar tudo isso de uma forma natural? A resposta é simples: tendo uma brand persona clara e estrategicamente definida.

Neste post, vamos mostrar como criar uma brand persona e quais as vantagens disso! Se liga!

O que é e como criar uma Brand Persona?

Quando você conhece alguém de personalidade marcante, com certeza é muito fácil se lembrar dela, não é mesmo?

O mesmo acontece na relação entre a marca e o público. Por incrível que pareça, o ecossistema digital deu às marcas incríveis possibilidades de humanização e aproximação com as pessoas. Além de serem vias de mão dupla, as redes sociais oferecem recursos valiosos para ajudar uma marca se comunicar do jeito certo.

Mas, para ter sucesso tanto nas redes sociais quanto em qualquer outro canal de marketing, uma marca precisa saber quem ela é. Isso mesmo: ela precisa ter a capacidade de personificar sua essência.

Se ela fizer isso, será capaz de atrair, cativar e engajar a audiência ao ponto de ser lembrada e reconhecida imediatamente. O resultado disso é mais vendas, maior retenção e clientes super fiéis.

Agora que você já sabe que a marca precisa ter uma personalidade definida e que isso impacta diretamente nos seus resultados, vamos ao próximo passo – o planejamento da brand persona. Acompanhe!

Planejando uma Brand Persona

Para planejar uma brand persona é importante ter em mente alguns elementos da marca. Então, antes de colocar a mão na massa e sair por aí criando sua personagem você precisará olhar com cuidado para esses 4 itens: pilares, essência, missão e promessa.

Pilares da marca

Os pilares da marca são termos que representam “quem uma empresa é”.

É comum ter, nos pilares, termos como “amiga, carinhosa, acolhedora, engraçada”. Eles são o ponto de partida para a construção da sua Brand Persona e resumem as características mais marcantes desse personagem.

Essência da marca

A essência da marca é, basicamente, a característica principal. Aquela que sustenta todas as outras, incluindo os pilares. Por isso, é importante que a essência seja uma frase, termo ou colocação curta. Para entender o que seria a essência da marca, pense bem: o que está por trás de tudo o que se faz na empresa? Um propósito? Um objetivo de negócio? Lucro? Uma ação social?

Para facilitar seu entendimento, pense na Disney.  Entretenimento, diversão e família são palavras que poderíamos usar como representantes do negócio, não é mesmo?

Promessa da marca

Já a promessa da marca é uma forma de acordo entre a empresa e os consumidores, podendo fazer com que seus produtos tenham maior valor agregado. Embora, muitas vezes, esse valor possa não ser medido, ele descreve, subjetivamente, o que os clientes podem esperar dos produtos ou serviços.

Pense, aqui, nos motivos que alguém prefere sua marca à concorrência. O que a diferencia?

Eles não precisam ser apenas diferenciais de mercado padrão. O público pode se identificar com o conceito por trás da marca.

Declaração de missão

Por fim, com a declaração de missão você mostrará quais são os principais motivos para a empresa existir (além do lucro, é óbvio). Ela auxilia que você compreenda como a marca deve agir e quais caminhos trilhar.

Definir sua Brand Persona é apenas uma das diversas ações que você precisa fazer para se comunicar de forma mais assertiva com seu público, oferecendo também uma melhor experiência a ele.

Como criar uma Brand Persona?

Agora que você já planejou os elementos anteriores é hora de colocar a mão na massa e construir uma Brand Persona!

Um erro muito comum é criar a brand persona baseando-se na personalidade dos líderes, gestores ou fundadores da empresa. Antes de seguir por essa linha, lembre-se: pode ser que a melhor persona para a marca não seja um espelho da personalidade do CEO.

Para começar o processo de criação do zero, imagine a marca como uma pessoa real, que tem suas próprias habilidades, gostos e comportamentos.

  • Quantos anos ela tem?
  • Qual é o seu gênero?
  • Qual é a sua profissão?
  • Qual é o seu tom de voz?
  • Quais gírias ela fala?
  • Quais palavras-chave e semânticas ela usa?
  • Por quais assuntos ela se interessa?
  • Como ela se comunica com cada buyer persona?
  • Quais são  as referências que ela usa ao falar?
  • Quais são as citações e autores que ela admira?
  • Qual impressão ela quer passar para as pessoas com quem ela se relaciona?

Com essas respostas em mãos é hora de documentar as informações. Você pode criar uma apresentação de slides ou, até mesmo, apostar em storytelling para fazer com que a equipe tenha uma verdadeira imersão nesse universo.

Depois de “documentar” sua brand persona, você já pode dar os próximos passos do seu plano de marketing e  criar estratégias de marketing nas redes sociais usando como referência as características da marca.

Exemplo de sucesso

Um exemplo de sucesso, de criação de brand persona, é o caso da rede de lojas Magazine Luiza que atualmente transformou a sua brand persona em um personagem – a Lu.

Ela foi inspirada na empresária Luiza Trajano, fundadora da rede, e tem um tom doce e educado ao responder todas as dúvidas de quem passa pela loja virtual e pelas redes sociais, estreitando o relacionamento e criando engajamento com o público.

Viu só? Saber como criar uma brand persona é fundamental para as estratégias de marketing digital, afinal, ela é essencial para fazer a marca evoluir no relacionamento com o público.

Via: mLabs